Entenda: Castração

A população de cães cresce dia após dia de forma desenfreada. Porém, nem todos aqueles que nascem conseguem ter um dono ou um bom lar. São os chamados cães abandonados, ou pior ainda, “cães de rua”.

E você sabe qual o destino desses pobres animais?
O sacrifício.

O fato é que não há lugar e nem pessoas interessadas em abrigar tantos cães. Assim, a eliminação desses animais é escolhida como solução.

Não seria mais humano e racional evitar o nascimento de tantos animais?

Você sabia que cerca de 10 milhões (isso mesmo, MILHÕES!) de cães são abandonados e sacrificados todos os anos somente nos EUA???

Campanhas têm sido feitas em várias cidades, com o apoio das prefeituras. Essa é uma idéia que deve ser propagada, pois somente assim evitaremos a morte de centenas de animais. O intuito é orientar as pessoas que permitem que seus cães acasalem indiscriminadamente, a castrarem os seus animais.

Assim, a sugestão é a castração dos cães domésticos. Infelizmente a castração ainda é um grande tabu, uma prática que as pessoas ainda vêem como uma mera mutilação e injustiça com os cães. Poucas pessoas sabem que a castração pode ser um meio de ajuda nos problemas comportamentais dos nossos companheiros peludos, e que não é só um meio de evitar filhotes numa casa onde existam machos e fêmeas vivendo juntos. Antes de qualquer coisa é importante as pessoas saberem as verdades e mentiras sobre a castração.

Então, sobre castração é importante você saber que…

…é mentira que:

Acasalar melhora o gênio do cão macho.
Seu animal será um adulto frustrado se for castrado (cães não têm o conceito de frustração, ou coisas humanas desse tipo).
A cadela precisa cruzar uma vez antes de ser castrada.
A castração deve ser usada apenas como solução de problemas de comportamento e temperamento.
A cirurgia de castração é complicada, e o cão pode morrer. A operação de castração, tanto no macho como na fêmea, é muito simples e rápida. O animal voltará para casa no mesmo dia.

…é verdade que:

Castrar o macho não obrigatoriamente o deixa mais calmo menos destrutivo ou mais afetivo com crianças.
Os comportamentos sexuais dos machos e fêmeas continuam durante algum tempo.
O macho castrado pode ser atraído por uma fêmea no cio e pode até tentar cruzar.
Idade para castrar: após 4 meses de idade. Se fêmea, o mais indicado é castrar o cão ANTES do primeiro cio.
Após a castração não obrigatoriamente se observa aumento de peso.

Milhares de cães são abandonados nas ruas todos os dias; destes, muitos são filhotes, alguns recém nascidos. Isso poderia ser facilmente evitado com a castração.

Estes filhotes que vão para as ruas na maioria das vezes morrem, vítimas da fome, do frio e da crueldade de pessoas que odeiam animais.

Os filhotes que escapam de morrer nas ruas são muitas vezes levados para os centros de controle de zoonoses, onde são mortos em pouquíssimo tempo, muitas vezes de maneira cruel, como asfixiados com gás ou simplesmente de fome.

Efeitos da castração sobre machos (observados em estudos):

COMPORTAMENTO  – ALTERAÇÕES OBSERVADAS

Agressão a outros machos:
Redução em 60 %;
Redução rápida em 25 %;
Redução gradual em 35 %;
(sem efeito em 10 %);
Dominância sobre o dono:
Redução ao redor de 50 %;
Marcação com urina:
Redução em 50 %;
Redução rápida em 20 %;
Redução gradual em 30%;
Predisposição para montar outros cães e pessoas:
Declínio para montar em fêmeas no cio;
Marcação com urina na casa Redução em 50 % dos casos;
Redução rápida em 20 %;
Redução gradual em 30 %;
Tendência para fugir e andar solto (andarilho):
Redução em 90 % dos casos;
Redução rápida em 45 %;
Redução gradual em 45 %;
Sem efeito em 10 % dos casos.

Efeitos e vantagens da castração – Fêmeas

Ausência de comportamentos sexuais (cio, prenhes, gravidez falsa);
Ausência dos comportamentos típicos de estro: movimentação, vocalizações, Nervosismo;
Evita prenhes indesejado;
Evita o risco de infecção e trauma do coito;
Evita complicações de gestação e parto;
Evita infecções uterinas;
Diminui o risco de tumor de mama (principalmente se castrada antes do primeiro cio);
Evita estresse físico e emocional de cio e pseudociese repetidos;
Pode aumentar agressividade.

Situações em que a castração se torna obrigatória:

A castração de cães de estimação deveria ser um procedimento normal, e executado por todas as pessoas que possuem cães de estimação (com exceção de criadores profissionais). Em algumas situações, contudo, a castração passa a ser uma obrigação:

Cães comprovadamente com problemas genéticos transmissíveis tais como displasia, temperamento anormal (cão medroso, cão agressivo), problemas de pele crônicos e vários outros. Nesse caso não importa se você é criador, se pagou US$ 10.000,00 no filhote, se o cão é bonito, se gosta muito do cão.

Situações onde o seu animal fica solto, podendo vir a ter contato físico com outros animais de sexo oposto (no caso para evitar gravidez indesejada e doenças venéreas)

Quando você possui mais de um cão, de sexos diferentes (novamente no sentido de evitar gravidez indesejada).

Razões alegadas para não castrar e contra argumentos:

•    Mas o meu cão tem pedigree !!!

Um Pedigree não é uma indicação de qualidade, nem mesmo a presença de campeões no seu pedigree. Alguns animais são excelentes representantes de sua raça, mas não geram filhotes de boa qualidade. Além disto determinadas raças possuem características indesejáveis que passam para seus descendentes, não sendo aconselhável seu cruzamento. Pesquise os problemas de saúde comuns em sua raça e sugira uma avaliação de seu veterinário com relação aos defeitos genéticos que
seu animal possa vir a passar para seus filhotes.

•    Mas eu gostaria de um filhote igualzinho ao meu !

Você pode dizer: “Mas meu cachorro é tão especial, eu quero um cachorrinho (ou gatinho) como ele”.
Seu cachorro ou gato pode ser um animal muito especial. Mas isso não garante a você que seus filhotes vão ser iguais a ele. Até porque temos que levar em consideração também as características do outro parceiro; não sabemos se a ninhada sairá parecida com o pai ou com a mãe.
Mesmo que você tenha o casal, e queira um filhote parecido com os dois, devemos levar em conta todos os antecedentes. O filhote pode se herdar as características de algum avô ou bisavô que possua alguma degeneração, que você nem saiba.

•    Minhas crianças gostariam de ver um parto;

Acho improvável que isso aconteça. Os partos, normalmente, ocorrem à noite; e na maioria deles a cadela se isola.
Além disso, lembre-se que o parto é uma situação delicada para a cadela. Ela precisa de tranqüilidade nesta hora, sem muito falatório ou confusão; algumas fêmeas, inclusive, ficam agressivas, não permitindo que muitas pessoas se aproximem.
E se a sua cadela que está parindo começar a ter complicações e correr risco de vida? Isto não  seria nada interessante para as crianças. Ao invés disso, você deveria explicar às suas crianças que o real milagre da vida é sabermos prevenir nascimentos não desejados, de forma que não tenhamos que arcar com conseqüências depois.

•    Eu gostaria de ganhar algum dinheiro;

Executar uma cruza, e fazê-la de forma CORRETA, é sempre um projeto que sai MUITO caro. Desde o momento que você consegue desenvolver uma boa fêmea, esperar ela crescer até a idade correta para cruza (idade mínima para cruzar a fêmea: 2 anos), consegue identificar e negociar um macho muito bom para cruzar com a sua fêmea, investe um monte de dinheiro em exames de saúde, assegura que o macho também tenha passado por todos os checkups de saúde necessários, você certamente já terá investido um MONTE de dinheiro.
Você terá ainda que pagar pela taxa de uso do padreador (ou dar um ou dois filhotes de volta), pagar todos os custos associados à gravidez (veterinário, etc), e ainda gastar o seu tempo (todo o processo deverá ser assistido de perto por você, para que nada dê errado). Finalmente você terá que manter, e tomar todos os cuidados com o seu filhote durante os primeiros 45 dias. Você terá ainda que investir e gastar tempo atendendo potenciais compradores. Você terá ainda outros gastos
com os filhotes, tais como vacinação, veterinário, e outros que podem aparecer.

Enfim, a moral é que as chances de ter algum LUCRO com a criação de cães é MUITO, MUITO reduzida, a não ser que você seja profissional (dono dos melhores cães do país), ou que você se tome atalhos tais como cruzar fêmeas de baixa qualidade, usar um macho de baixa qualidade, não realizar os exames necessários e devidos, etc.
Criadores que procedem dessa forma são os chamados “picaretas”, que só ajudam a aumentar a quantidade de cães abandonados.

Portanto, se você gosta realmente dos animais e não tem condições de antes mais filhotes, considere SERIAMENTE a castração dos seus cães.

A realidade é que não há lares para todos os animais abandonados.

A castração é um ato de amor à vida.

 

One thought on “Entenda: Castração

  1. Aninha disse:

    Olá garotas!
    Eu gostaria de saber se vcs têm em vista ou estão sabendo de algum mutirão de castração, tenho um casal de gatos já em fase adulta e preciso muito castrá-los mas o lado financeiro não tem me permitido.Aguardo resposta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 37 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: